Inicio / Escolha Profissional Escolha Profissional 19 de setembro de 2020

Como escolher uma profissão: 15 passos necessários

Redação Estudo em Dia
Redação Estudo em Dia

Equipe apaixonada por educação, produzindo conteúdos focados em alunos que buscam uma melhor rotina de estudos e preparação para o vestibular!Publicado em . | Atualizado em 16 de novembro de 2020.


A conclusão do Ensino Médio traz um misto de emoções. Ao mesmo tempo em que há a felicidade de mais uma etapa de estudos concluída, há a incerteza de qual rumo profissional tomar. Afinal, como escolher uma profissão?

Aquela famosa pergunta da infância “o que você vai ser quando crescer?” nunca fez tanto sentido quanto nesse momento. Enquanto algumas pessoas ainda mantêm seus sonhos de criança, outras — que são muitas — não têm ideia do que fazer.

Se você está no segundo time, não se preocupe. Embora essa decisão não seja tão fácil de tomar, existem maneiras que podem ajudar como escolher uma profissão que seja a sua cara e que o faça alcançar o desejado sucesso.

Quer saber como isso é possível? Então continue a leitura, pois, neste post, indicamos 15 passos para você fazer a escolha profissional. Vamos lá?

1. Saiba a importância de escolher bem a profissão

Antes de mais nada, é interessante saber a importância de escolher bem a profissão e considerar diversos fatores na hora de se decidir. No final das contas, seu futuro e sua satisfação profissional dependerão dessa decisão, não é mesmo?

Imagine que você passará boa parte do seu dia e da sua vida trabalhando. Será que vai ser legal atuar em uma área em que não se identifica ou que não sente prazer? Provavelmente não. Além do mais, essa decisão também impacta as questões práticas da vida, como o financeiro.

Se você escolhe uma profissão que não bate com seus objetivos materiais, a conta não fecha. Ao mesmo tempo, trabalhar em uma área somente pelo bom salário, mas que você não se identifica, pode trazer insatisfação, até mesmo pessoal.

Além disso, fazer uma boa escolha ajuda nos estudos. Isso mesmo, fazer um curso pelo qual você não tem afinidade com as matérias tornará essa etapa mais maçante. Agora, se você escolher a profissão que mais se encaixa ao seu perfil e aos seus objetivos, a graduação será mais leve, já que você sentirá prazer no que estudará.

Bom, tudo isso parece bem complicado, mas não é. Na verdade, é preciso colocar tudo na balança e encontrar um ponto de equilíbrio. Dessa maneira, você aumenta as chances de escolher uma profissão que atenda às suas expectativas e evita frustrações.

2. Faça um teste vocacional para ajudar a como escolher uma profissão

Se você não tem ideia por onde começar a se decidir sobre sua futura profissão, a nossa sugestão é que você faça um teste vocacional. Você sabe exatamente o que é isso? Ele é uma prova com questões elaboradas para identificar os traços do seu perfil. Com o resultado, é possível apontar as carreiras em que você tem mais interesse e aptidão natural.

Na maioria das vezes, algumas perguntas não têm a ver diretamente com uma profissão, mas com preferências e comportamentos do dia a dia. Pode não parecer, mas esse tipo de questionamento ajuda a entender a vocação.

Vale lembrar que fazer o teste sem ter um profissional capacitado, geralmente um psicólogo, para ajudar a entender o resultado não adiantará muito. O teste vocacional, na verdade, é uma ferramenta usada na orientação profissional, que é abordada alguns tópicos a seguir.

3. Pesquise as profissões que você tem afinidade

Já pensou em fazer uma listinha com as profissões que você se imagina trabalhando? Se sim, coloque tudo no papel — ou computador — mesmo que as carreiras não tenham nada a ver uma com as outras. Pode até parecer estranho, pois é possível que você coloque profissões bem diferentes, mas não se preocupe.

A ideia é que você comece a pesquisar a fundo sobre as carreiras. Veja as áreas de atuação, as disciplinas do curso, o mercado de trabalho, o dia a dia do profissional, entre outras questões. Tudo isso vai ajudar a medir os prós e os contras de cada uma delas.

Essa pesquisa pode ser feita tanto na internet quanto em feiras e exposições de cursos de faculdades. Sim, algumas instituições oferecem esse tipo de divulgação que pode o ajudar a entender mais sobre as profissões. Também é possível que algumas faculdades permitam visitas em suas dependências, o que também auxilia a esclarecer dúvidas.

A partir daí fica mais fácil para você filtrar algumas áreas e dar sequência aos próximos passos de como escolher uma profissão. Se você ainda não tem ideia do que fazer com as informações das pesquisas, calma que ao decorrer deste post explicaremos mais sobre o assunto.

4. Converse com profissionais da área

Ninguém melhor para falar da carreira do que o profissional atuante, não é verdade? Ele já passou pelos estudos, já está inserido no mercado de trabalho, já conhece as dificuldades e os prazeres da profissão, enfim, está por dentro de tudo.

Com a sua listinha de profissões na mão, que tal buscar algumas pessoas para fazer perguntas sobre a carreira? Nessas horas, não dá para ser tímido. Procure por profissionais do seu convívio mesmo, como parentes ou amigos de familiares. Esse bate-papo pode ser muito rico e esclarecedor.

5. Veja se você tem o perfil e as habilidades que a profissão pede

Cada profissão exige certos tipos de perfis e de habilidades. Por mais que você ache bonito e goste de medicina, por exemplo, talvez não seja a melhor escolha, caso não saiba lidar com sangue ou com cenas fortes. Ou, ainda, queira fazer direito, porém não curte horas e mais horas de leitura.

Esses são apenas alguns exemplos. É óbvio que tudo isso é relativo, pois habilidades também podem ser desenvolvidas ao longo do curso e da experiência. Entretanto, é importante não fugir muito do seu perfil, pois as chances de se decepcionar podem ser grandes.

Para tentar descobrir quais são as suas habilidades, aptidões e limitações, pense nas disciplinas que você mais se destacou na escola. Vamos supor que você é fera em matemática e tem maior dificuldade em biologia. Sendo assim, pode ser que a área de exatas seja melhor do que a de biológicas.

Você também pode fazer uma lista com seus pontos fracos e fortes. Assim, consegue cruzar as informações com as exigências das carreiras que têm em vista e visualizar quais profissões fazem mais o seu perfil, o que vai te proporcionar maiores oportunidades de sucesso.

6. Confira o dia a dia da profissão

Temos a tendência de ver a parte do “glamour” das profissões, certo? Os bons salários e prestígios dos médicos, o reconhecimento dos advogados, o sucesso dos nutricionistas, enfim, cada carreira tem o seu lado positivo.

Entretanto, como tudo na vida, também existe o lado negativo, que pode se sobressair e ser muito difícil de superar para algumas pessoas que não têm tanta afinidade. Por exemplo, plantões seguidos, viagens frequentes, pressão para vendas, desgaste emocional e físico, entre outros.

Por isso é importante que você entenda o dia a dia da profissão, como a rotina, os riscos, as dificuldades e outras questões. A intenção aqui não é fazer com que você desista da carreira, mas tenha uma noção realista do que um profissional passa no trabalho. Acredite, saber disso o ajudará a alcançar o equilíbrio da balança da escolha profissional.

7. Conheça todas as possibilidades de atuação

Você sabia que um nutricionista pode elaborar dieta no consultório para indivíduos saudáveis e enfermos, em hospitais para os internados, em clubes para os esportistas e em restaurantes para os clientes? Além disso, ele pode atuar fiscalizando e adequando as questões de higiene de uma cozinha industrial, pode fazer a parte administrativa dessas unidades de alimentação, pode prescrever fitoterápicos, entre tantas outras áreas de atuação.

Bom, usamos o nutricionista como exemplo, mas a verdade é que as carreiras oferecem muitas possibilidades de trabalho, por isso é tão importante entender cada uma dentro da listinha de profissões que você gostaria de seguir.

Isso porque, talvez, você ache que só dá para atuar em um determinado ramo que você não se identifica. No entanto, pode ser que tenham outras maneiras de atuação que você curta. Assim, não precisa eliminar a profissão, pelo contrário, ela pode ser uma ótima candidata a sua escolha.

8. Entenda como está o mercado de trabalho

Dê uma olhada em como anda o mercado de trabalho das profissões da sua listinha. Quais são as oportunidades de emprego na região em que gostaria de atuar? Há vagas por lá ou teria que se mudar para outro local?

Como está a faixa de remuneração salarial? É possível obter bons ganhos logo como recém-formado ou é preciso experiência para atingir ganhos compatíveis com o que você espera? As vagas são muito concorridas? É preciso se especializar em alguma área para conseguir boas oportunidades? É preciso ser fluente em inglês?

Sim, são muitas as questões que você precisa analisar, mas elas são importantes na hora de escolher uma carreira que é compatível com os seus objetivos e realidade. Você concorda que não vai adiantar optar por uma profissão em que as chances de um bom emprego dependem de fatores bem difíceis de alcançar?

Por exemplo, optar por uma carreira que só terá uma boa remuneração após anos e anos de experiência se o seu desejo é obter um bom salário para ter bens materiais em um curto prazo. Ou ainda, em que as melhores oportunidades estão fora do país, mas você não cogita a ideia de sair daqui.

É óbvio que até você se formar, muita coisa pode acontecer. O mercado de trabalho é dinâmico e se transforma rapidamente, por isso a oferta e a procura de profissionais pode mudar drasticamente. Entretanto, sabendo como está o mercado atual, dá para ter uma noção de como ele estará daqui uns anos.

9. Confira os valores dos salários

“Dinheiro não traz felicidade”. Sim, concordamos com esse dito popular. Afinal, muitas coisas da vida independem do financeiro para fluir bem. No entanto, não podemos nos enganar dizendo que ele não é importante.

Ter uma estabilidade financeira permite que você tenha recursos para manter uma melhor qualidade de vida e alcançar o bem-estar. Afinal, ter que trabalhar horas a fio para ter um salário compatível com seu estilo de vida pode ser um tanto quanto exaustivo.

Portanto, não se culpe se a remuneração pesar bastante na sua balança, pois é um item importante na hora de escolher uma profissão. Dessa maneira, aproveite para pesquisar e colocar na sua listinha quais são as remunerações das carreiras que você gostaria de seguir, tanto para recém-formado quanto para profissionais experientes.

Isso pode ser importante na hora de avaliar e tomar a sua decisão. Ao mesmo tempo, ela não deve ser o único fator decisivo, pois não há dinheiro no mundo que compense uma insatisfação profissional.

10. Saiba as possibilidades de crescimento na carreira

Você é do tipo de pessoa que adora um desafio e não se sente satisfeito quando atinge um patamar de estabilidade? Quer sempre mais? Então é bom verificar as possibilidades de crescimento das carreiras candidatas a sua escolha.

Isso porque existem profissões com mais oportunidades de crescimento que outras. Um administrador, por exemplo, pode entrar em uma empresa como júnior e escalar até chegar a sênior. Dessa maneira, inclua em suas pesquisas quais são as chances de subir na carreira.

11. Pesquise sobre o futuro das profissões

Sabe aquela profissão que está super em alta, cheia de oportunidades e ganhos irresistíveis? Veja qual é a projeção para o futuro dela. Várias carreiras estão mais sujeitas que outras às mudanças no mercado de trabalho a médio e a longo prazo. Por isso, antes de se deslumbrar, é bom pesquisar sobre isso.

Em contrapartida, outras carreiras têm uma tendência maior à valorização com o tempo. Por exemplo, com o aumento da expectativa de vida das pessoas, as profissões ligadas ao atendimento de idosos tendem a crescer e ganhar espaço, como a fisioterapia ou a especialização em geriatria. Portanto, é sempre interessante pesquisar pelas profissões do futuro.

12. Conte com ajuda das pessoas que o cercam

Muitas vezes, nem nós mesmos nos conhecemos como as pessoas que nos cercam. Nossos familiares e amigos podem perceber aptidões e habilidades que não enxergamos, e por ser tão natural não vemos como especial.

Por exemplo, vamos supor que você adora cozinhar, tem organização na cozinha, se interessa por técnicas culinárias e todos dizem que seu tempero é diferente e saboroso. Talvez você não veja que a gastronomia possa ser a profissão da sua vida, mas as pessoas ao seu redor percebem que a carreira cairia como uma luva.

Por isso, nesses casos, é sempre bom levar em conta a opinião de quem o conhece. Peça para que algumas pessoas de confiança digam suas qualidades, quais carreiras elas acham que combinam com você e o porquê. Essas informações podem ser valiosas na hora de escolher uma profissão.

Aqui, vale dizer que opinião é diferente de pressão. Embora seja muito importante ouvir os pais, familiares e amigos, a decisão sempre deverá ser sua. Sabemos que muitas pessoas podem tentar nos persuadir quando, finalmente, decidimos qual carreira seguir.

Seus pais podem não concordar com sua escolha, mas não devem te pressionar para que você mude. Caso eles questionem o seu posicionamento, converse e exponha seu ponto de vista. Por esse motivo é tão importante que você conheça tudo sobre o curso e a carreira que gostaria de seguir. Assim, terá argumentos o suficiente para convencer as pessoas de que o poder de escolha pertence a você e que a sua decisão é a mais acertada.

13. Reflita sobre quem você é e quem gostaria de ser

Conhecer a si mesmo é muito importante nesse processo de escolha. Só assim para você conseguir identificar suas preferências, habilidades e visualizar uma carreira. O trabalho ocupa boa parte do dia e ajuda a ditar o estilo de vida. Portanto, nada é mais justo que escolher uma profissão que tenha a ver com você.

Para isso, é preciso que você se imagine no ambiente de trabalho, com as pessoas que trabalham no lugar e os temas que surgem no dia a dia da profissão. Faça um exercício de autoconhecimento bem simples e eficaz respondendo a algumas questões, como:

  • Você é tímido ou extrovertido?
  • Você gosta de rotinas agitadas ou prefere algo mais tranquilo?
  • Você gosta de conversar e lidar com o público ou prefere ficar na sua sempre que possível?
  • Você curte desafios ou prefere algo mais constante?
  • Você conhece seus pontos fortes e fracos?
  • Você sabe quais situações te deixam à vontade ou desconfortável?

Outra dica interessante é prestar atenção em seu comportamento em diversas ocasiões. Por exemplo, no trabalho em equipe, você prefere liderar o grupo e ditar o que deve ser feito por cada um ou seguir as orientações de alguém? Nessa atividade, você curte ajudar os outros a executarem as tarefas deles?

Além de se conhecer o suficiente no presente e no passado, é importante conseguir visualizar o seu futuro. Você se imagina naquela profissão até quando? Qual é o seu projeto de vida? Acha que a carreira que escolheu é compatível com os seus planos, desejos e objetivos em médio e em longo prazo?

Por exemplo, você gostaria de ter filhos ou de praticar um hobby com frequência? Dependendo da profissão, conciliar tudo isso pode ser um tanto quanto difícil. No caso de ter filhos, uma carreira em que o profissional precisa viajar muito demandaria de uma grande rede de apoio para que você possa ter uma convivência saudável com os pequenos.

Todos esses questionamentos são fundamentais para que você faça uma escolha que esteja alinhada não somente com o agora, mas também com o depois. É claro que não podemos ficar ansiosos com o futuro, porém é sempre bom considerá-lo.

14. Passe por uma orientação profissional

Como dito, o teste vocacional é uma ferramenta de orientação vocacional ou profissional. Ele aponta as opções de carreira compatíveis com o seu perfil e pode te ajudar no processo de autoconhecimento.

A orientação profissional é feita por um psicólogo, que o ajuda a olhar para dentro, a refletir e a decidir como escolher uma profissão. Apesar de ser uma luz e uma ótima maneira de esclarecer a carreira que mais combina com você, ela não é um “batimento de martelo”.

Isso quer dizer que somente você pode decidir qual profissão quer ter, independentemente de qualquer resultado de testes ou orientações. O que importa é que você compreenda como o seu perfil pode afetar o futuro profissional, mas a decisão, no final, sempre será sua.

15. Entenda que a profissão não precisa ser para a vida toda

A escolha da profissão não precisa ser uma sentença. Por mais que a gente queira crescer, se satisfazer e atingir todos os objetivos dentro da carreira escolhida, não há nada demais em mudar de área. Muitas vezes, a ideia de que essa decisão será para a vida toda coloca uma carga ainda maior, o que causa ansiedade e tensão nesse momento.

Já parou para pensar em quantas pessoas mudaram totalmente de profissão e foram mais felizes e bem-sucedidos na nova carreira? Andrea Bocelli, por exemplo, hoje é um grande tenor, mas foi advogado até os 34 anos, quando se dedicou integralmente à música.

Quer um caso ainda mais curioso de reviravolta na carreira? Julia Child, uma famosa chefe de cozinha e apresentadora de programas de culinária na televisão americana, foi agente da CIA antes de ingressar na gastronomia. Bacana, não é mesmo?

Com isso, queremos dizer que é sim importante pensar muito e considerar vários fatores na hora de escolher uma profissão. Entretanto, tenha em mente que sempre há tempo de mudar de rumo, se por um acaso aquela carreira não trouxer satisfação ou quando você achar que precisa de novos desafios que ela não pode mais oferecer.

Viu como escolher uma profissão não é nenhum bicho de sete cabeças, apesar de parecer que seja? É uma decisão que deve ser muito bem pensada e avaliada. Porém, fazendo as reflexões certas, estudando bastante as possibilidades das carreiras e contando com ajuda profissional, é possível fazer isso da melhor maneira possível.

Gostou do nosso post? Saiba que sempre trazemos conteúdos relevantes para quem já pensa no futuro profissional. Para ficar por dentro de tudo e não perder nenhum artigo, assine a nossa newsletter e receba as novidades diretamente na sua caixa de e-mail!

Call To Action

Detalhe do Call To Action para Download do Material

Deixe uma resposta

Copy link
Powered by Social Snap

Seu futuro começa aqui

Cadastre-se já e não perca nenhuma dica!