Inicio / ENEM & Vestibular Destaque 22 de março de 2020

Enem 2020: confira algumas boas práticas de preparação

Redação Estudo em Dia
Redação Estudo em Dia

Equipe apaixonada por educação, produzindo conteúdos focados em alunos que buscam uma melhor rotina de estudos e preparação para o vestibular!Publicado em . | Atualizado em 17 de novembro de 2020.


Elaboramos algumas dicas práticas para você ter um bom resultado no Enem 2020. Confira agora mesmo!

O Enem 2020 acontecerá só nos meses de outubro e novembro, mas quanto antes você começar a sua preparação, melhor. Afinal, é preciso estudar muito para se dar bem na prova e conquistar uma boa nota no Exame Nacional do Ensino Médio.

Lembre-se de que a nota do Enem pode ser utilizada para o ingresso em muitas universidades. Além disso, você pode utilizá-la para participar de programas como o Programa Universidade para Todos (Prouni), Sistema de Seleção Unificada (SiSU) e o Financiamento Estudantil (Fies).

Para se dar bem no Enem 2020, de maneira geral, é necessário ter um bom planejamento de estudos, montar um cronograma que abranja todas as disciplinas, realizar simulados e ter uma atenção especial com a redação.

Neste artigo, traremos algumas boas práticas de preparação, para que você possa ter sucesso no Enem 2020. Confira, a seguir!

7 dicas práticas para se dar bem no Enem 2020

As dicas a seguir podem ser colocadas em prática durante todo o ano de 2020, antes da realização do Enem. Se você seguir todas elas à risca, terá uma chance grande de conseguir uma boa nota na prova. Acredite no seu potencial!

1. Baixe todos os simulados e provas de anos anteriores

Uma das melhores maneiras de estudar para o Enem 2020 é fazendo simulados, facilmente encontrados na internet, e provas de anos anteriores. Isso é importante, principalmente se você nunca fez o exame.

Ao fazer os simulados, você aprende como é o formato da prova e se familiariza com ele. Assim, não terá nenhuma grande surpresa quando chegar o momento de realizar o teste para valer.

No próprio site do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) é possível encontrar as provas e gabaritos do Enem em anos anteriores.

Você pode fazer o download das provas para estudar, fazendo as questões em casa. Depois, confira os resultados no gabarito e veja quantas você acertou.

Ao estudar com provas anteriores, você também consegue saber quais são as disciplinas em que você tem mais facilidade – e quais exigem maior dedicação nos estudos.

2. Monte cronogramas de estudo

Ter um cronograma de estudos que englobe todas as disciplinas a serem estudadas é fundamental para quem deseja ter um bom resultado no Enem. Por isso, não deixe de fazer o seu planejamento.

Veja, a seguir, um passo a passo para criar um plano de estudos eficiente para estudar para o Enem 2020!

2.1 Conheça bem a sua rotina

O primeiro passo para montar um cronograma de estudos é conhecer bem a sua rotina. Por isso, liste todas as suas atividades que são realizadas na semana, tais como ir à escola, ir ao curso de inglês, ajudar os seus pais nas tarefas da casa, entre outras.

Com tudo isso listado, você verá quanto tempo tem para se dedicar diariamente aos estudos. Assim, será mais fácil criar uma tabela com horários para serem seguidos.

2.2 Reserve um tempo para relaxar e descansar

Estudar é importante, mas você também precisa cuidar do seu corpo e da sua mente; caso contrário, ficará sobrecarregado e os estudos não terão mais tanta eficácia. Por isso, ao criar o cronograma de conteúdos a serem estudados, também reserve um tempo para relaxar e descansar.

Nesse período de descanso, você pode sair com os seus amigos, ir ao cinema, assistir a sua série favorita, navegar nas redes sociais, entre outras atividades. Faça algo que lhe dê prazer e considere isso uma recompensa pelos seus estudos.

2.3 Especifique como você vai estudar

Com os horários de estudos definidos, é interessante que você especifique o que vai estudar. São diversos os formatos em que você encontra os conteúdos e é interessante variar entre eles, para que a rotina não se torne chata ou maçante.

Em um dia, você pode fazer uma leitura de livros e apostilas, por exemplo. Já no outro, pode assistir a videoaulas sobre o tema estudado, uma vez que existem inúmeros canais no YouTube que ajudam estudantes e produzem conteúdos desse tipo.

Outra modalidade de estudos que ajuda a fixar o conteúdo é a realização de exercícios, como os simulados que citamos anteriormente.

3. Defina os horários de estudo e organize os conteúdos

Com os horários dos seus compromissos fixos em mãos, crie uma tabela com os momentos em que você estudará. Para isso, também leve em consideração o ambiente em que os estudos serão realizados.

Se, durante a tarde, você fica sozinho em casa, por exemplo, esse pode ser o melhor horário para os estudos, tendo em vista que haverá silêncio e ninguém vai interromper ou atrapalhar.

Verifique quais são os conteúdos que cairão na prova do Enem 2020 e organize os horários que serão dedicados para os estudos de cada um deles.

Uma boa dica é classificar as disciplinas por ordem de dificuldade, da maior para menor. Assim, se você manda super bem em matemática, mas não compreende bem os conteúdos de biologia, por exemplo, pode dedicar mais horas de estudo para a matéria que considera mais difícil.

4. Informe-se sobre os processos de inscrição e regras para realização da prova

Para evitar surpresas na hora da prova, é interessante que você se informe sobre os processos de inscrição e regras para fazer o Enem 2020. Antes das inscrições abrirem, por exemplo, os candidatos que tiverem baixa renda podem solicitar a isenção do valor.

Também é importante ler o edital para conhecer todas as regras, como a definição dos locais em que as provas serão realizadas na sua cidade, o que pode e o que não pode levar no dia do exame, entre outras informações relevantes.

O Ministério da Educação já divulgou, por exemplo, que o Enem 2020 terá, pela primeira vez, a aplicação digital. Trata-se de um projeto-piloto, que aplicará a prova com computadores para 50 mil estudantes.

15 capitais brasileiras receberão o projeto-teste e os estudantes poderão optar entre fazer a prova digital ou a tradicional, no papel. De acordo com o Ministério da Educação, a ideia é que a prova do Enem seja toda digitalizada até 2026.

5. Esteja a par das datas e horários de realização

É muito importante que você também esteja por dentro das datas de realização do Enem 2020 e já as coloque no seu calendário. Assim, você se programa e começa a preparação com antecedência. 

As provas digitais serão aplicadas nos dias 11 e 18 de outubro, enquanto as tradicionais, em 1 e 8 de novembro de 2020. Os resultados de ambas as modalidades serão divulgados em janeiro de 2021.

O esquema de disciplinas cobradas em cada dia das provas será o mesmo de 2019. No primeiro dia, os estudantes precisarão fazer a redação, 45 questões de Linguagens e Códigos e 45 questões de Ciências Humanas. No segundo dia das provas, serão realizadas 45 questões de Ciências da Natureza e 45 questões de Matemática.

6. Prepare-se para fazer uma boa redação

A redação é uma das partes mais importantes do Enem 2020, tendo em vista que ela pode ser utilizada em substituição ao vestibular de muitas universidades particulares. 

Assim, se você caprichar na redação e tirar uma boa nota, pode até mesmo deixar de fazer o vestibular, caso queira ingressar em uma faculdade particular que permita o aproveitamento da nota.

Para você garantir uma boa redação, também temos algumas orientações. Observe!

6.1 Leia com calma o tema da redação

O tema da redação é o que norteará a sua escrita. Por isso, leia e releia as orientações com calma, para garantir que você compreendeu do que trata o assunto.

Se você desviar do tema proposto, a sua nota pode ser mais baixa, pois este é um dos principais pontos avaliados pelos corretores.

6.2 Defina os seus argumentos

É importante deixar claro que não existe certo ou errado na escrita da redação do Enem. Você precisa falar sobre um assunto, podendo registrar a sua opinião sobre ele.

Os avaliadores verificarão os seus argumentos, se eles são sólidos e claros. Não se esqueça de citar referências históricas, incluir dados estatísticos e fazer uma análise em cima deles. 

6.3 Mantenha a estrutura básica da dissertação-argumentativa

A redação do Enem 2020 é uma dissertação-argumentativa, que, por regra, tem uma estrutura dividida em três etapas:

  • introdução: é apresentado o tema e o recorte escolhido para falar sobre ele;
  • desenvolvimento: são apresentadas as suas ideias e argumentos;
  • conclusão: são retomadas as ideias apresentadas na introdução e é feito o fechamento, com uma proposta de intervenção social ou solução para os problemas levantados.

6.4 Revise o seu texto

Quando você fizer a prova do Enem 2020, terá acesso a uma folha de rascunho e uma folha oficial para fazer a sua redação. 

É sempre recomendado que o texto seja feito primeiramente na folha de rascunho, para que você possa rasurar, apagar e trabalhar à vontade. Quando achar que a redação está pronta, revise tudo atentamente.

Além da coerência das ideias, revise com atenção a ortografia e a gramática, tendo em vista que os avaliadores também descontam pontos para erros desse tipo.

Depois, copie o texto final para a folha oficial e faça a entrega, dentro do tempo permitido.

7. Entenda como a nota do Enem 2020 é calculada

Ao estudar para o Enem 2020, também é interessante compreender como as notas são calculadas. Esse trabalho é feito pelo Inep, tendo como base a Teoria de Resposta ao Item (TRI), uma metodologia considerada avançada para mensurar o conhecimento dos alunos.

Esse método de avaliação não considera apenas a quantidade de acertos, mas também os parâmetros de cada um dos itens. Isso quer dizer que, quanto mais participantes acertarem uma questão, menor é o peso que ela tem.

De tal maneira, as questões mais difíceis, que foram acertadas por menos pessoas, têm um valor maior na nota. Porém, há ainda outra variante nessa conta.

Se um estudante acertou poucas questões consideradas difíceis pelo TRI, bem como foi mal na prova como um todo, entende-se que ele acertou algumas das perguntas complicadas por acaso ou “chute”.

Assim sendo, essa pessoa terá uma pontuação menor do que outros estudantes, que acertaram a maioria das questões mais complexas.

É um pouco complicado compreender tudo isso não é mesmo? Por isso, é muito difícil que o estudante calcule a sua nota, mesmo tendo acesso aos gabaritos e sabendo quantas questões acertou e errou. Afinal, para fazer a conta, é preciso ter conhecimentos de dados que não são divulgados para todos.

De tal maneira, nossa dica é que você não se preocupe com a nota, mas apenas busque fazer uma boa redação e acertar o máximo possível de questões da prova. Para isso, siga as instruções dadas anteriormente e se dedique muito.

8. Mantenha-se sempre atualizado

Finalmente, a nossa última dica para quem quer se dar bem no Enem 2020 é manter-se atualizado. Não só na redação, mas também nas outras partes da prova, costumam ser cobrados conhecimentos sobre atualidades e assuntos gerais da contemporaneidade.

Por isso, estar bem informado sobre o que acontece no Brasil e no mundo é importante. Mesmo que você ache chato ou não goste de acompanhar os cenários políticos, econômicos e sociais, por exemplo, é relevante assistir a telejornais, ler notícias em sites e portais e estar sempre por dentro dos fatos recentes.

Essas foram as nossas dicas de boas práticas para o Enem 2020. Siga todas elas e garanta uma boa nota na prova! O seu futuro está em suas mãos, portanto, não perca as oportunidades.

Aproveite e compartilhe este artigo com os seus amigos! Quem sabe vocês até formam um grupo de estudos para o Enem 2020?

Call To Action

Detalhe do Call To Action para Download do Material

Deixe uma resposta

Copy link
Powered by Social Snap

Seu futuro começa aqui

Cadastre-se já e não perca nenhuma dica!