Inicio / Escolha Profissional Escolha Profissional 27 de janeiro de 2021

Quais são os cursos de Engenharia no Brasil e o que devo saber sobre eles?

Redação Estudo em Dia
Redação Estudo em Dia

Equipe apaixonada por educação, produzindo conteúdos focados em alunos que buscam uma melhor rotina de estudos e preparação para o vestibular!Publicado em . | Atualizado em 18 de janeiro de 2021.


Fazer a escolha do curso de graduação pode ser bastante desafiador quando não temos muita certeza do que queremos para o nosso futuro. Ter um leque amplo de opções parece ser bom, mas quando não estamos muito certos do que queremos, essa pode se tornar a nossa decisão mais difícil. Por isso, fazer uma pesquisa de cursos e profissões que têm mais a ver com seu perfil pode ser de grande ajuda.

No Brasil, por exemplo, temos uma grande variedade de cursos de engenharia. Quem tem interesse nessa área pode ter dificuldade de decidir em qual curso ingressar. Existem dezenas de tipos de cursos e conhecer um pouco deles pode ser o primeiro passo para uma escolha inteligente. Quando você tem informações sobre uma determinada graduação, pode avaliar se tem aptidão para aquela carreira, como são as oportunidades do mercado e se aquela profissão tem a ver com o que você sonha para o futuro.

Pensando nisso, nós reunimos, neste post, algumas opções de cursos de engenharia que podem despertar o seu interesse. Vamos conferir?

Panorama dos cursos de engenharia no Brasil

Antes de tudo, é importante ressaltar que as engenharias estão presentes em nossa vida mais do que podemos imaginar. Só para ilustrar, elas estão presentes nas edificações, na construção de pontes e viadutos, na mobilidade, na proteção ao meio ambiente e nas novidades tecnológicas, por exemplo. Melhor dizendo, a todo momento, elas oferecem à sociedade diversas soluções e inovações para melhorar nossa qualidade de vida.

Diante disso, nada mais natural que encontrarmos uma vasta lista de cursos de graduação e pós-graduação no campo da engenharia. Com tantas opções de carreiras, ter um conhecimento prévio das formações ajuda bastante na hora de tomar uma decisão. A seguir, você vai poder verificar alguns dos cursos disponíveis. Certamente, um deles tem a ver com seu perfil. Veja:

  • Engenharia Aeronáutica;
  • Engenharia Aeroespacial;
  • Engenharia Agrícola;
  • Engenharia Ambiental;
  • Engenharia Cartográfica;
  • Engenharia Civil;
  • Engenharia da Computação;
  • Engenharia de Alimentos;
  • Engenharia de Materiais; 
  • Engenharia de Telecomunicações;
  • Engenharia de Petróleo e Gás;
  • Engenharia de Produção;
  • Engenharia de Segurança do Trabalho;
  • Engenharia Química;
  • Engenharia Elétrica;
  • Engenharia Mecânica;
  • Engenharia de Minas.

Detalhamento de cada curso

Quando se tem várias opções de cursos de graduação em mente, é importante pensar que a escolha da formação acadêmica requer algumas atitudes simples que podem gerar bons resultados. Uma dessas atitudes é conhecer detalhadamente cada curso de interesse.

Pesquise a grade curricular, as instituições de ensino, a duração, se exige estágio e demais aspectos de interesse. Assim, você estará mais confiante para fazer a sua melhor escolha. 

Engenharia Aeronáutica

Engenharia Aeronáutica é a área responsável pela manutenção de aeronaves. Como em qualquer graduação de engenharia, é preciso gostar de exatas, pois o aluno precisará fazer muitos cálculos. Quem faz o curso vai estudar aerodinâmica, mecânica de voo, motores, turbinas, desenvolvimento de projetos, fabricação e manutenção de veículos.

O engenheiro aeronáutico, basicamente, trabalha com tudo o que diz respeito a fabricação e aperfeiçoamento de aeronaves. Melhor dizendo, ele trabalha no projeto e manutenção de aviões e helicópteros. Ele pode trabalhar em empresas de fabricação de aeronaves, empresas de táxi-aéreo, companhias aéreas ou prestar concursos públicos. O domínio de outra língua estrangeira é fator de destaque.

Engenharia Aeroespacial

Apesar do nome parecido e de ter disciplinas em comum, o curso de engenharia aeroespacial é diferente do curso de engenharia aeronáutica. A estrutura curricular é formada por disciplinas como física, química e computação. À medida que o curso vai se aprofundando, o estudante desenvolve conhecimentos em aerodinâmica, eletrônica e telecomunicações, engenharia de sistemas, mecânica orbital e dinâmica de voo, por exemplo.

O engenheiro aeroespacial trabalha, fundamentalmente, na construção de satélites artificiais, foguetes e sondas espaciais. Devido à necessidade de elevado grau de conhecimento para a profissão, a demanda por profissionais preparados e com ideias inovadoras é alta. Ele pode trabalhar em empresas fabricantes de aviões, como a Embraer, por exemplo, e em companhias aéreas. Com uma formação multidisciplinar, esse profissional encontra diversas possibilidades de atuação em diferentes áreas da engenharia.

Engenharia Agrícola

Os alunos de engenharia agrícola se preparam para atuar profissionalmente no setor agrícola e agroindustrial. A grade curricular é composta por matérias como física, química, estatística e informática. Também fazem parte do currículo disciplinas como planejamento e administração de agronegócios, sistemas de produção animal e vegetal, entre outras.

A função do engenheiro agrícola é, principalmente, estudar, pesquisar e implantar tecnologias voltadas para lavouras ou criações. É um profissional que encontra oportunidades para atuar em fazendas, cooperativas, usinas de biocombustível, indústria de máquinas, companhias de armazenamento, entre outros. Devido às inovações tecnológicas e de processos, é um profissional bastante requisitado que encontra, com facilidade, trabalho em todas as regiões do Brasil.

Engenharia Ambiental

Um dos principais objetivos do curso de engenharia ambiental é desenvolver nos alunos um olhar técnico sobre a natureza. É preciso gostar de números, pois os primeiros anos da graduação têm bastante matemática e física. Depois a abordagem se volta para o meio ambiente, hidráulica, saneamento, solos, geografia, materiais de construção e afins.

O profissional formado em engenharia ambiental está habilitado para fazer o gerenciamento ambiental de maneira ampla. Atua no diagnóstico, manejo, tratamento e controle de problemas ambientais. Tudo voltado para o controle da poluição. A profissão está em plena expansão e as oportunidades se concentram nas áreas de tratamento de água e esgoto, sustentabilidade e recuperação de áreas degradadas.

Engenharia Cartográfica

Os estudantes do curso de engenharia cartográfica aprendem sobre topografia, cartografia, sistemas de informações geográficas, sensoriamento remoto, entre outras áreas de conhecimento. Ter afinidade com o meio digital é requisito indispensável para o profissional dessa área. Estuda-se muito cálculo, desenho técnico, desenho topográfico, topografia digital, sistema de informação geográfica e demais campos relacionados.

Quem se torna engenheiro cartográfico trabalha com a aquisição, processamento, representação e análise espacial da geoinformação. Sua área de atuação é ampla, entretanto, as melhores oportunidades se concentram na área rural. Pode atuar também na construção civil, elaborando mapas, fazendo reconhecimento topográfico e geográfico das regiões, além de orientar projetos de construções.

Engenharia Civil

A engenharia civil é uma área da engenharia que opera na gestão de obras e empreendimentos. O curso é bastante concorrido e o aluno deve estar preparado para estudar muito cálculo, física, química e matemática. Entre as disciplinas mais importantes do curso podemos destacar desenho técnico, ergonomia, processo de gestão de obras, hidráulica, métodos, processo de construção civil, resistência de materiais e topografia, por exemplo.

O engenheiro civil pode desenvolver várias atividades no ramo de edificações, estradas, sistema de transportes, abastecimento de água e saneamento, drenagem e irrigação, pontes e grandes estruturas. Os campos de atuação são bastante variados. O profissional encontra oportunidade de trabalho na construção urbana, em projetos de estruturas e fundações, na gerência de recursos prediais, em hidráulica, recursos hídricos, em infraestrutura e obras em terra, saneamento, planejamento e orçamento de obras, entre outros. 

Engenharia da Computação

Os estudantes do curso de engenharia da computação são preparados para atuar no mercado de sistemas computacionais, sistemas digitais, automação industrial, redes, banco de dados, linguagem de programação e outras vertentes. Se você tem afinidade com informática, essa, certamente, é a graduação ideal. Ter um bom raciocínio lógico é importante, pois no curso e na profissão, você vai usar muito a lógica, os números e as equações.

O setor de tecnologia e informação abre muitas portas para o engenheiro da computação. Com os avanços da tecnologia e o aumento das máquinas nas linhas de produção, esse profissional se faz cada vez mais necessário e requisitado. Ele pode atuar em várias áreas da indústria, telecomunicações, robótica, automação industrial, análise de dados, desenvolvimento de softwares e hardware.

Engenharia de Alimentos

Quem optar por estudar engenharia de alimentos vai estudar ciências exatas como matemática, física, química, lógica e cálculos. Depois vai partir para as disciplinas mais específicas, entre elas, embalagens de alimentos, bioquímicas de alimentos, processos de conservação, microbiologia de alimentos, higienização, entre outras.

A engenharia de alimentos é uma área que abrange a industrialização dos alimentos, podendo passar desde o desenvolvimento, a fabricação, a conservação e o armazenamento até o transporte e a comercialização. O papel do engenheiro de alimentos é garantir um padrão rigoroso de qualidade em seus processos de produção. Existem boas oportunidades de trabalho tanto na indústria quanto na área de pesquisa.

Engenharia de Materiais

O curso de engenharia de materiais tem o objetivo de preparar o futuro engenheiro para atuar nos ramos de mineração e siderurgia das indústrias que processam ou fazem uso dos materiais cerâmicos, metálicos, entre outros. O futuro profissional vai estudar disciplinas tradicionais como matemática, física e química, mas vai precisar de muita prática para aplicar as técnicas de processamento, caracterização, seleção e avaliação de materiais.

O engenheiro de materiais encontra espaço no mercado de trabalho para atuar no campo de pesquisa de novos materiais e também no estudo para inovação do uso de outros materiais como a cerâmica, os metais, os plásticos, os compostos a base de petróleo, entre outros. A indústria petrolífera é um dos campos que mais atraem esse profissional. Entretanto, existem muitas oportunidades na engenharia aeronáutica, mecânica, eletroeletrônica, nuclear e petroquímica, e nas indústrias de transformação.

Engenharia de Telecomunicações

Engenharia de telecomunicações é um curso que oferece ao aluno aprendizado sobre sistemas eletrônicos e de telecomunicações. A graduação é composta por disciplinas básicas como álgebra e física. Eletrônica analógica e digital, telefonia e sistemas de comunicações analógicos e digitais são algumas das disciplinas específicas.

A pessoa que se forma em engenharia de telecomunicações se capacita para atuar na transmissão de dados em redes de computadores. Outra função importante desse profissional é garantir a comunicação por meio de sistemas de telefonia, rádio e televisão. Devido às inovações tecnológicas, essa é uma área muito competitiva, mas com demanda contínua de profissionais.

Engenharia de Petróleo e Gás

Trata-se de um curso que prepara o futuro profissional para trabalhar, essencialmente, com a extração de petróleo, gás e biocombustível. O aluno terá aulas de disciplinas básicas da engenharia, entre elas, física e química. Quanto às disciplinas específicas, são estudadas as fontes de energia, técnicas de exploração, perfuração de poços, ciências de materiais, geologia, mineração, refino, análise de petróleo entre outros campos.

O engenheiro de petróleo e gás é o profissional que desenvolve diversas atividades, destacando-se a exploração, a produção, a elevação e o escoamento dessas fontes de energia. O campo de atuação do profissional é bastante amplo e as principais oportunidades estão nas indústrias petrolíferas e outros combustíveis. Existe a possibilidade de se trabalhar nas plataformas marítimas que exige um estilo de vida bem diferente, já que o profissional fica isolado enquanto está embarcado.

Engenharia de Produção

A engenharia de produção é uma área de conhecimento que abrange a criação ou elaboração de processos produtivos em empresas e indústrias. Compõem a grade curricular as disciplinas básicas da engenharia, além de gestão empresarial, gestão financeira e econômica, computação, qualidade de produtos e processos, gestão de qualidade, gestão de resíduos e engenharia de produtos.

O profissional de engenharia de produção tem a seu favor a multidisciplinaridade que o permite trabalhar em empresas de manufatura, produção e também serviços. São áreas de atuação desse profissional: logística, engenharia de qualidade, organizacional, de produto, pesquisa operacional, entre outras. O engenheiro de produção pode ser muito útil para equacionar problemas nos sistemas de produção, bens e serviços das organizações, visando à melhoria dos resultados.    

Engenharia de Segurança do Trabalho

Essa é uma área que tem uma especificidade, pois a pessoa que opta por fazer o curso de engenharia de segurança do trabalho precisa, anteriormente, ter uma graduação em engenharia ou arquitetura. Introdução à engenharia de segurança, leis e normas técnicas, proteção e gerência de riscos são alguns dos conteúdos estudados. O futuro profissional, basicamente, vai se habilitar para atuar no campo da prevenção aos acidentes de trabalho. 

A engenharia de segurança do trabalho é, essencialmente, voltada para o ambiente interno das empresas. A função desse profissional é regulamentada por lei. Ele é o profissional responsável por avaliar riscos, implantar programas de segurança e reduzir os acidentes ocupacionais. As empresas estão cada vez mais engajadas na prevenção de acidentes. Por tal razão, o mercado de trabalho para esse profissional se mostra aquecido.

Engenharia Química

A graduação de engenharia química é voltada para o estudo da composição de substâncias, da análise dos produtos e da alteração das mais diversas matérias-primas. O curso aborda conteúdos que vão de física, química e estatística até biotecnologia, química analítica, termodinâmica e conta com muitas aulas práticas. A formação inclui também, conteúdos como processos e sistemas químicos, sistemas térmicos e fluidos.

O engenheiro químico é o profissional habilitado para trabalhar com os procedimentos industriais com base nas transformações físico-químicas dos mais diversos materiais. Ele pode fazer a supervisão de processos de produção e coordenar o desenvolvimento de novos produtos, observando o impacto ambiental desses insumos no meio ambiente. É uma profissão que proporciona bons salários até para quem está no início da carreira.

Engenharia Elétrica

Quem estuda engenharia elétrica, além das matérias básicas de toda engenharia, vai estudar eletromagnetismo, circuitos elétricos, eletrotécnica, eletrônica e mais áreas relacionadas a esses campos. Alguns cursos têm a grade curricular geral. Outros cursos oferecem disciplinas optativas, dependendo da ênfase escolhida. Por isso, é bom verificar em qual modelo a faculdade que você escolher se enquadra.  

O profissional formado em engenharia elétrica pode atuar em diversas esferas. Ele pode contribuir com o desenvolvimento de pesquisas e na criação de produtos elétricos e eletrônicos inovadores. Mas a sua função principal é administrar os sistemas de geração, transmissão e distribuição de energia. Ele encontra oportunidade de trabalho tanto no setor público quanto no setor privado. Pode atuar no ramo da energia elétrica, de biocombustíveis, petróleo e gás natural.

Engenharia Mecânica

O estudante do curso de engenharia mecânica vai ter contato com conteúdos como administração, álgebra, programação, desenho técnico, dinâmica de máquinas, entre outros. Ou seja, para se dar bem, precisa ter muita afinidade com as ciências exatas, gostar de cálculo e de informática também. Ao final da graduação, o aluno estará apto para trabalhar com diversos sistemas mecânicos. 

O campo de atuação para o profissional é bastante fértil. Um engenheiro mecânico pode atuar na indústria automotiva, na aeronáutica, de óleo e gás e também nas áreas de mineração, siderurgia, naval e energia. Existem oportunidades para trabalhar com projetos de equipamentos para variados setores da indústria e também prestação de serviços. Sendo assim, o campo de atuação está sempre em alta.

Engenharia de Minas

O curso superior de engenharia de minas abrange os estudos relativos à exploração de minas, recursos minerais e os diferentes tipos de minérios. Além das disciplinas de base, a grade curricular do curso é composta por conteúdos mais aprofundados a exemplo da petrografia, do desenho de minas, da geologia aplicada, entre outros. O aluno se capacita para estudar os recursos minerais, buscando minimizar o impacto ambiental.

O engenheiro de minas pode trabalhar em pedreiras, em empresas de demolição, em grandes construtoras e em companhias mineradoras, que são onde se concentram mais oportunidades. Sua função é basicamente atuar na pesquisa e na prospecção de jazidas minerais, na extração de minérios e no tratamento do material extraído. No geral, os profissionais dessa área iniciam a carreira em cargos mais técnicos e no decorrer do tempo, ao adquirir experiência, podem ocupar cargos mais estratégicos.

O que considerar para escolher um dos cursos de engenharia no Brasil

O momento de fazer a escolha definitiva da carreira que se pretende seguir pode ser angustiante, principalmente quando se pensa em uma área com tantas possibilidades como a engenharia. Até aqui, já deu para perceber que o campo da engenharia é fértil e repleto de probabilidades. Por essa razão, se a indecisão estiver atrapalhando você, existem algumas estratégias que podem ajudar. Vamos conferir?

  • pesquise o mercado de trabalho: a internet pode ser uma ótima aliada na pesquisa para saber como estão as oportunidades atuais e as perspectivas do mercado para a carreira que se pretende seguir;
  • analise o curso do seu interesse: este post já é o primeiro passo, você também pode conversar com pessoas que cursam a sua área de interesse para saber mais, por exemplo;
  • faça um teste vocacional: os testes vocacionais podem ser excelentes ferramentas de autoconhecimento, o que consequentemente podem ajudar você a tomar uma decisão mais consciente;
  • analise suas preferências e habilidades: já deu para perceber que conhecer a si mesmo é superimportante para escolher uma profissão, não é mesmo? Reflita sobre as atividades que combinam mais com seu perfil, que você tem facilidade e mais agradam;
  • converse com profissionais: ex-alunos, professores, familiares e conhecidos podem oferecer informações importantes sobre o curso, o dia a dia do trabalho e outras oportunidades, e desafios da profissão.

É muito importante que você tenha atenção ao seguinte: o profissional que se forma em engenharia, precisa, além do diploma da graduação, de uma licença ou certificação profissional para o exercício da profissão. No caso do engenheiro, o órgão responsável pelo registro e fiscalização da profissão é o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA). Alguns profissionais também podem ter registro no Conselho Regional de Química (CRQ), vai depender da área de atuação do engenheiro.

Como podemos concluir, a engenharia é uma área extremamente abrangente e bastante procurada. Logo, as chances de alcançar uma carreira de sucesso são boas. É por isso que existem tantos cursos de engenharia no Brasil, com grande procura pelos estudantes de graduação. O número de faculdades e vagas é grande, mas, nem por isso, os cursos deixam de ser concorridos.

Com as informações deste post já é possível dizer que conhecemos um pouco mais da profissão de engenharia e os principais cursos da área, certo? Se você definiu, de fato, que o curso que pretende fazer é de engenharia e já tem em mente a esfera em que pretende atuar, se atente para a escolha da faculdade. Pesquise as instituições de ensino bem-conceituadas, com cursos reconhecidos e recomendados pelo Ministério da Educação (MEC) e que ofereçam ensino de qualidade e toda a infraestrutura para capacitar os alunos para serem profissionais de sucesso.

E aí, a leitura ajudou você a conhecer melhor a profissão de engenharia e suas áreas? Então, compartilhe este post em suas redes sociais e ajude outras pessoas a conhecerem também!

Call To Action

Detalhe do Call To Action para Download do Material

Deixe uma resposta

Copy link
Powered by Social Snap

Seu futuro começa aqui

Cadastre-se já e não perca nenhuma dica!